Artigo original

 

A primeira-ministra britânica, Theresa May, considera “altamente provável” que a Rússia seja responsável pelo envenenamento do antigo espião Sergei Skripal e a filha Yulia.

Moscovo é diretamente responsável ou deixou que o gás de nervos utilizado chegasse às mãos dos responsáveis pelo ataque, declarou May no Parlamento britânico.

O embaixador russo em Londres foi convocado para prestar esclarecimentos e explicar a substância encontrada na cidade de Salisbury, no sul de Inglaterra, adiantou a primeira-ministra.

Se o Governo russo não fornecer uma resposta credível ao incidente, May afirma que o envenenamento do antigo espião será considerado “uso de força em território britânico” e o Reino Unido poderá avançar com medidas contra a Rússia.

Sergei Skripal e a filha Yulia foram encontrados inanimados no banco de um centro comercial, na cidade de Salisbury, depois de terem sido expostos a gás de nervos.

Os dois estão internados num hospital em estado grave, juntamente com um agente da polícia que prestou o primeiro auxílio.

Na sequência desta caso foi montada uma grande operação de investigação, que envolve dezenas de peritos das forças armadas.

A Rússia também foi considerada responsável pelo assassinato do antigo agente do KGB Alexander Litvinenko, em Londres, em 2006.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.