Artigo original

 

A viatura foi lançada pelo foguetão Falcon Heavy, da empresa privada Space X, num dos acontecimentos mais aguardados dos últimos anos no sector espacial.

O carro Tesla que foi enviado para o espaço está fora do trajeto previsto. Em vez de atingir a órbita de Marte, pode estar a caminho de uma cintura de asteróides.

A notícia foi avançada na rede social Twitter por Elon Musk, o presidente da Tesla e da empresa Space X, que construiu o megafoguetão Falcon Heavy.

O objetivo inicial da missão era colocar o carro elétrico numa órbita heliocêntrica, onde permaneceria durante mil milhões de ano.

Mas com a nova trajetória, o primeiro carro no espaço pode estar a caminho de uma cintura de asteróides, entre Marte e Júpiter, onde corre o sério risco de ser destruído.

 

Megafoguetão lançado com sucesso ao som de David Bowie

 

O lançamento aconteceu na terça-feira, no centro espacial Kennedy, em Cabo Canaveral, na Florida.

A viagem serve para testar se o foguetão Falcon Heavy, com 70 metros de altura e capaz de transportar mais de 66 toneladas, pode ser usado para transportar carga para o espaço.

Este foi um dos lançamentos mais esperados desde as missões Apollo (1961-1972) que levaram o homem para a lua, tanto que os bilhetes foram colocados à venda e são esperadas milhares de pessoas no Cabo Canaveral.

O objetivo da empresa SpaceX é usar o foguetão gigante para transportar satélites mais pesados para o espaço e até, no futuro, seres humanos, graças à sua potência e capacidade apenas superados pela aeronave Saturn V, que atuou nas missões Apollo nas décadas de 60 e 70.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.