Artigo original

Até hoje, não há notícia de que alguma vez ciberoperacionais das Forças Armadas tenham lançado ataques contra alvos estrangeiros. «Caso venham a acontecer, essas missões podem ou não tornar-se públicas», acrescenta o Chefe de Ciberdefesa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.