Artigo original

O Tribunal de São João Novo, no Porto, aplicou esta quarta-feira 16 de anos de cadeia a um homem daquela cidade que espancou e estrangulou a companheira até à morte e que de seguida foi passear o cão. O coletivo de juízes considerou ter ficado provado em audiência que o arguido tinha a “intenção de matar”, ao contrário do que o próprio dissera ao tribunal. O dolo foi “intenso” e o grau violência foi “muito elevado”, frisou o tribunal ao condenar o homem por homicídio qualificado. O arguido tinha já antecedentes criminais por tráfico de droga e furtos, mas não […]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.