Artigo original

Dois ex-reclusos contam à Renascença como é que a tensão cresce entre os detidos até à explosão de ira que põe colchões a arder na ala de um estabelecimento prisional.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.