Artigo original

Investigação decorre desde fevereiro pelo uso indevido de dados de 87 milhões de utilizadores da rede social em todo o mundo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.