Artigo original

 

Foi um falso alarme o alegado ataque a uma base militar síria, que levou à ativação das defesas antiáereas, na madrugada desta terça-feira. Um comandante militar da aliança regional que apoia o governo de Bashar al-Assad disse à agência Reuters que não houve nenhum novo ataque.

O militar, que falou sob anonimato, acrescenta ainda que terá sido um ataque eletrónico conjunto por parte de Israel e dos Estados Unidos contra o sistema de radares da Síria que originou o alarme e, consequentemente, os dísparos – em vão – dos mísseis de defesa aérea.

A situação está a ser analisada por especialistas russos.

Este alegado ataque tinha sido anunciado esta madrugada pela televisão estatal da Síria, noticiando que o país tinha respondido a uma “nova agressão”, abatendo mísseis na área de Homs.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.