Artigo original

PR diz que ainda não se pode pronunciar sobre a lei. Mas lembra que o primeiro-ministro e um quinto dos deputados podem já pedir ao Tribunal Constitucional que a fiscalize.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.