Artigo original

Bolsonaro não conseguiu a maioria, mas é historicamente favorito a triunfar na segunda volta, no dia 28. Não venceu… mas levou muitos à vitória, incluindo os filhos. Já Haddad e o PT estão a contar espingardas à esquerda e centro. Mas Lula (e sobretudo Dilma) pode ser um tiro no pé. O que o domingo demonstrou e o que se augura.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.