Artigo original

 

Lamar Davenport foi, esta segunda-feira, considerado culpado pela morte da neta adotiva de Morgan Freeman, E’Dena Hines, com quem mantinha uma relação amorosa. A neta do ator morreu em agosto de 2015, depois de ter sido esfaqueada múltiplas vezes.

Um tribunal de Nova Iorque culpou Lamar Davenport, de 33 anos, pelo homicídio de E’Dena Hines, que a 16 de agosto de 2015 foi encontrada sem vida à porta do prédio onde morava, em Nova Iorque. O jornal “New York Post” escreve que a neta adotiva do ator Morgan Freeman foi esfaqueada mais de 25 vezes.

Os advogados de acusação exibiram um conjunto de mensagens telefónicas que mostram que E’Dena pretendia terminar o relacionamento, situação que terá desagradado ao namorado. Além das provas apresentadas pela acusação, o juiz contou com o depoimento de várias testemunhas oculares. A leitura da sentença está marcada para o dia 29 de maio.

E’Dena Hines era neta da primeira mulher de Morgan Freenman, Jeanett Adair Bradshaw, e foi adotada pelo ator quando este já era casado com a sua segunda mulher, Myrna Colley-Lee. O relacionamento de Freeman com a neta foi várias vezes notícia na imprensa norte americana devido aos rumores de que os dois mantinham uma relação amorosa. Um facto que ambos sempre negaram.

Aspirante a atriz, E’Dena Hines participou em vários filmes ao lado do avô. “Moll Flanders”, “Ruth & Alex” e “Parceiros no Crime” são alguns dos exemplos.

 

TEXTO: João Manuel Farinha

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.