Artigo original

A queixosa Andrea Constand negou que tenha “fabricado” acusação para incriminar o comediante Bill Cosby, que está a ser julgado por alegados crimes sexuais por um tribunal de Norristown, cidade do estado norte-americano de Pensilvânia. O advogado de Bill Cosby, Tom Meserau, questionou esta segunda-feira Constand também sobre a possibilidade de a mulher ter combinado com Marguerite Jackson uma acusação contra o septuagenário comediante. Constand respondeu que “não teve qualquer conversa” para aliciar o testemunho de Marguerite Jackson, que trabalhava igualmente na Universidade de Temple na altura em que a queixosa disse que Cosby drogou-a e molestou-a sexualmente, em 2004. […]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.