Artigo original

O autoproclamado Presidente interino da Venezuela é suspeito, segundo a Controladoria Geral (instituição leal ao PSUV de Maduro), de falsificar a sua declaração de património e ter recebido dinheiro indevido “proveniente de instâncias internacionais e nacionais”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.