Artigo original

SEAL acusa as empresas portuárias de quererem protelar a precariedade e a perseguição a alguns trabalhadores. Operestiva critica intransigência do sindicato.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.