Artigo original

Primeiro-ministro diz que é preferível ajudar as famílias húngaras do que deixar entrar imigrantes muçulmanos para resolver o problema da falta de crianças.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva algo no seu comentário.
Por favor insira o seu nome aqui.